O que é narcisismo segundo a Psicanálise?

  • O conceito de narcismo:

Narcisismo é um conceito da psicanálise que define o indivíduo que admira exageradamente a sua própria imagem e desse modo nutre uma paixão excessiva por si mesmo. 

Ainda segundo a mitologia grega, era um belo jovem que despertou o amor da ninfa Eco. Mas Narciso rejeitou esse amor e por isso foi condenado a apaixonar-se pela sua própria imagem refletida na água. Narciso acabou cometendo suicídio por afogamento. Posteriormente, a mãe Terra o converteu em uma flor (narciso).

Estando relacionado com o auto-erotismo, o narcisismo consiste em uma concentração do instinto sexual sobre o próprio corpo. Os indivíduos narcisistas são frequentemente fechados, egocêntricos e solitários.

Não se assuste, pois  segundo o pai da psicanálise Sigmund Freud, o narcisismo é uma característica normal em todos os seres humanos, e está relacionado com o desenvolvimento da libido (com o desejo sexual, eros). 

  • O narcismo como psicopatologia

Saiba ainda que: o narcisismo se transforma em patologia, ou seja, passa do estado normal para o doentio, quando entra em conflito com ideias culturais e éticas, tornando-se excessivo e dificultando as relações normais do indivíduo no meio social.

De acordo com os estudos de Freud, o narcisismo pode ser dividido em duas etapas: narcisismo primário (fase auto-erótica) e o narcisismo secundário(quando o indivíduo desenvolve o ego e consegue se diferenciar – os seus desejos e o que o atrai – do resto do mundo).

Num primeiro momento, o ego (eu) para Freud era o ego (eu) da psicologia corrente. Com o conceito de narcisismo Freud (1914) propôs a constituição do ego (eu) a partir de ser ele o objeto da pulsão.

Nos pacientes de funcionamento narcisista há uma exagerada preocupação com a aparência; pequenos defeitos físicos são intensamente valorizados. Apresentam uma necessidade exagerada de serem amados e admirados, buscam elogios e se sentem inferiores e infelizes quando criticados ou ignorados. Tem pouca capacidade para perceber os outros, levando a vida emocional superficial. Há inclusive uma forte dificuldade de formar uma verdadeira relação terapêutica.

Como o Mito do Narciso, o paciente com esse tipo de funcionamento constrói sua sensação de engrandecimento da auto-estima através de uma intensa desvalorização, rejeição e abandono dos objetos. E sobre a base dessa rejeição que o organismo se estrutura.

  • Conheça nossa Formação em Psicanálise Clínica Intensiva

Escola de Psicanálise Clínica Sigmund Freud – SPSIG faz parte do Instituto GAIO Formação Social & Profissional, fundação em 12 de Agosto de 2008. A nossa Escola de formação psicanalítica visar formar profissionais capacitados para  atuarem como terapeutas na luz da Psicanálise em consultório particular ou em qualquer outro ambiente em que o conhecimento psicanalítico possa ser aplicado.  Abrange também pessoas que querem utilizar a Psicanálise em sua área de trabalho, para pesquisa ou para docência na área ou para aprimoramento pessoal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *